29 setembro 2014

Bruna Jones
The Voice Brasil: It Hurt So Really Really REALLY Bad


It Hurt So Really Really REALLY Bad


Segura esse forninho Giovana! Que é a segunda semana do The Voice Brasil, olha que bacana? Talvez... Se você não se encheu de amor com a volta do Americano, como eu. Aqueles jurados SIM, sabem brincar de The Voice e como disputar um candidato! Até subir no topo da cadeira, aquele povo subiu nessa semana... Aqui, o máximo que a gente tem, é a Cláudia morta no meio do palco, achando que tá secsí! De qualquer forma...

O programa começou com a Twyla cantando "Chain of Fools", mostrando que os jurados são COMPLETAMENTE tolos mesmo, ao escolherem um participante, apenas por um grito inicial. Não que a apresentação da moça tenha sido um completo desastre, porém, não foi o melhor da temporada até agora. E o fato de terem apertado o botão depois de um grito, mostra que qualquer coisa que acontecer no palco, tá valendo, desde que seja algo "diferente". Lulu Santos ainda aproveitou para puxar saco da banda do programa, e fazem a moça gritar novamente junto com eles. Do nada, começaram a cantar a música tema de final de ano da emissora, até que o Tiago teve que intervir pela primeira vez e mandar a palhaçada acabar e a moça escolher um participante. Por fim, ela se tornou o quarto membro do #TeamLulu.

Danilo Reis e Rafael são os próximos da noite cantando "Sinônimos". Antes de subirem no palco, os dois deixam bem claro as intenções sobre a música para eles: Pegar mulher! Recentemente ouvi uma frase no filme "Se Eu Ficar" no qual o personagem dizia mais ou menos assim: "Os músicos normalmente fazem sua música geralmente para pegar mulher ou lidar com seus demônios. Mas ela, ela faz porque realmente ama." No caso dessa dupla, é pra pegar mulher mesmo... Mas... Segundo todos os jurados, eles são ótimos, Lulu ficou até emocionado, e quando perguntaram quem faz primeira voz e quem é o segundo, Danilo não gostou da resposta de Rafael e eu aposto que rolou uma briguinha nos bastidores... De qualquer forma, se tornaram o terceiro membro do #TeamDaniel Mas que é triste, é!


Isadora Morais é a terceira e canta "At Last", antes dela começar a cantar, achei que seria um desastre, já que a moça tem formação lirica, porém, para minha surpresa, acabou se saindo como uma das melhores da noite e conquistou a quinta vaga do #TeamLulu. Cláudia Leitte perdeu mais uma vez a oportunidade de ficar calada, ao dizer que a moça não disse o que queria dizer com a música. Vamos pagar uma CNA para a Cláudinha, pra ver se ela aprende um pouco de inglês e aprende a entender as músicas...

Biano Rafa canta "Recado" e ninguém vira para o moço. E, olha... Eu que não gosto do estilo de música que o rapaz cantou, achei que ele foi melhor que a moça do grito, do começo do programa. Mas, tudo bem... Segundo Lulu Santos, falta personalidade na voz do rapaz... Quem sabe se ele tivesse dado um grito, não teria rolado?

Leticia Pedrosa é a quinta concorrente da noite, cantando "Telefone" e por um instante achei que a moça seria deixada de lado por todo mundo, não que ela tenha sido a melhor da noite, mas foi melhor que a moça do grito e custou até o Carlinhos virar para ela, fazendo dela a sua terceira #TeamCarlinhos


Princess La Tremenda, LOUCA, deixou o Estados Unidos porque se apaixonou pelo Brasil... Corre pra lá minha filha, vá trabalhar com o Pharrel Williams e ser feliz, mas não, o desejo dela é Carlinhos Brown... E ao cantar "I Say A Little Prayer" no palco daqui, ela consegue realizar o sonho dela. Melhor foi o Carlinhos perguntando a idade dela, e ela: Muitos! HAUAHUAHU... Senti uma vibe meio Inês Brasil nela, certamente ficarei de olho nas próximas apresentações... E por falar em ficar de olho, percebi que resolveram o problema com a platéia "morta" deles: Colocar o Carlinhos Brown para ficar pedindo pra eles baterem palma e as pataquadas todas, olha que gente eficiente? Carlinhos qualquer dia desses aparece numa roupa de líder de torcida, anota ai!

Edu Camargo, o primeiro participante que é deficiente visual, é o próximo participante da noite, cantando "Eu Preciso Te Esquecer". Só o Daniel que não vira a cadeira para o rapaz, e o que mais me impressionou, não foi a voz, não foi a deficiência, não foi nada disso... Foi o Lulu dizendo que ele cantava para cacete! Quer dizer então que já podemos dizer palavrão na televisão aberta sem o piiiii? Alexandre Frota curtiu isso!


Próxima da noite é a Mariana Mira, que cantou "Karma" e conseguiu apenas o Lulu Santos virando para ela. E mais uma vez, um palavrão! Cláudia diz que gostou pra cacete. Mas esses jurados tão rebeldes, né?

Romero Ribeiro cantou "Deixa Acontecer", e francamente? Ele foi praticamente a mesma coisa que o Biano Rafa (que não conseguiu ninguém) e acabou conquistando a quinta vaga do #TeamCarlinhos. Seriously? Um falta personalidade, mas o outro está okay? Os jurados são bem coerentes, MESMO! #SQN.

Amarildo Fire é o penúltimo participante da noite e eu to sabendo que a matéria de hoje não está das melhores, mas a culpa em partes é do programa, que não me deu muito material nessa semana. Ou vai ver, eu não deveria ter deixado para escrever depois de ter visto o The Voice US, aqueles sim conseguiram me deixar impressionada, mas enfim... Amarildo já trabalhou com a Cláudia, porém, ela não reconheceu o rapaz! Ele cantou "Tantinho" música do próprio Carlinhos e faturou a sexta vaga do #TeamCarlinhos.


Por fim, Kiko e Jeanne que são quase dois Ursinhos Carinhosos, de tanto que eles se intitulam como dupla do amor, cantaram "Meu Universo É Você" e conseguiram chamar a atenção (sabe Deus como) de Daniel e Carlinhos, porém, é claro, Daniel levou a melhor (ou não) e garantiu a quarta vaga do #TeamDaniel.

Na próxima semana, não vai ter programa. Olha que chatinho? Debate na Globo vai atrapalhar a vida do reality show, mas, chatinho mesmo, foi ver a a Cláudia Leitte achando que estava divando cantando "It Hurt So Bad", ainda bem que ela sabe que machuca mesmo... Nosso ouvidos não merecem isso, JAMAIS! Um beijo, e segura esse forninho ai.



Meu Deus, cadê o botão pra virar de volta?


Qualquer novidade eu volto, lembrando que quem quiser entrar em contato comigo, pode add no facebook, procurando por "Bruna Jones" e que agora na página oficial do blog, vocês encontram conteúdo exclusivo: clique aqui! Podem também procurar e seguir no twitter no @odiariodebrunaj certo?





O que fazer quando você percebe que o roteiro planejado não se encaixa no reality


Sentada na varanda, frente a frente com Diego Cristo, Lorena Bueri desvendou, timtim por timtim, o jogo que ele vem fazendo.Disse que ele menospreza as pessoas e a considera burra. Mas não se engane. Lorena não caiu em si, muito menos pretende mudar a postura que resolveu adotar dentro do confinamento. Ela apenas reconheceu em Diego o mesmo jogo que ela faz, um jogo que cada vez mais os torna pequenos na busca de jogar luz sobre aquilo que consideram defeito nos outros, e varrem os seus, piores, para debaixo do tapete.

Ninguém pode acusar, no entanto, Lorena de não se esforçar em querer oferecer uma história para o público. Ela vem tentando repetir a fórmula arriscada de ser a barraqueira desta edição, que pode agradar, como a ex-atual "panicat" Nicole Bahls, ou ser rejeitada assim que for para a primeira berlinda, como a vice-"Miss-bumbum" Andressa Urach. A única vantagem disso é que todos já sabem, participantes e público, que a direção do programa os protege.

Também vem tentando ser a musa, a princesa, fazer parte de um par romântico no programa. Acontece que talvez ela tenha se dado conta de que duas semanas se passaram e nada do que ela planejava para si aconteceu de fato. Tentou, com Oscar Maroni, Heloisa Faissol e por último Babi Rossi ter um grande embate. Mas o que conseguiu foi bater boca por motivos sem pé nem cabeça que só vão trazer votos para ela mesma. 

E os homens? Tirando Maroni, que se dispôs a "encarar" Bruna Tang, e DH, que simplesmente "não está a fim", os homens da casa que vieram com este propósito arregam diante das mulheres, por certo achando divertido esses jogos de "gato e rato" que se estabelecem pelos cantos do confinamento, ou simplesmente por não terem peito de assumirem que não querem nada com ninguém ali e as consequências que essa decisão pode acarretar para a imagem de machos que querem transmitir.

É por isso que a conversa de Lorena com Diego Cruz diz tanto sobre eles mesmos. Ambos sabem-se necessários, e talvez imprescindíveis, para o jogo do outro. Lorena não percebeu o jogo nada sutil de Diego de denegrir a imagem dos outros para se molhar a melhor opção para o público: ela se viu nele. E, falando na cara dele o que pensa, ela não só quis alertá-lo da feiura dos atos dele dentro da casa, mas de que ele pode se perder em um caminho sem volta, já que é uma das possibilidades de, ainda, emplacar uma história. Essa menina é perseverante e, do tipo: "se nada der certo... fico com você!". 

Mas o que pode dar errado nesta relação contraditória de Diego e Lorena é que ele também não se encaixa no perfil de príncipe romântico que ele forjou para si próprio. Começa por ele não saber ouvir, ou prestar atenção só no que lhe é conveniente. Tanto Diego quanto Lorena não vivem o confinamento, eles encenam para as câmeras o tempo inteiro e são tão egocêntricos dentro de si mesmos que não percebem que fora desse mundo forjado na realidade paralela onde só há algumas pessoas para interagir, isto pode não estar dando certo. "Eu vou ganhar", ele disse. "Não, você vai perder para mim porque sou verdadeira", respondeu a morena. Ambos ainda acreditam em conto de fadas.

Sobre o programa "especial" de domingo à noite, eu não entendi. "Especial" porque foi ao ar bem tarde, se nem prova da chave teve? Creio que faltou organização na grade, por conta do debate eleitoral entre os presidenciáveis brasileiros, que colocou no ar uma declaração lamentável do candidato Levy Fidelix (e aí acredito que caberia uma intervenção da emissora, nem que fosse para dizer que aquilo não representava a opinião da Record, que se mantém apática sempre que acontece algo vexatório ao vivo e depois explora a polêmica).

Léo Rodriguez, por sua vez, depois de brigar com Babi Rossi e aparecer um pouquinho por conta disso, parece que encontrou um caminho no jogo. Ficar, justamente, com ela. Tomara que a ex-"panicat" não aceite servir de escada para ninguém, porque até agora ela está indo muito bem na disputa, com sua leveza e risada contagiante. Esta segunda, a Record promete a "prova da chave" e votação ao vivo. Heloisa Faissol, Oscar Maroni e Felipeh Campos estão na mira do povo. Aliás, alguém disse que ele é dos mais perigosos. Talvez a língua dele realmente seja, mas na primeira roça, sai. A mais perigosa, no momento, é Bruna Tang, que destila o seu veneno em todas as rodas e corre pelas beiradas.




Impressões de Frank Killer: Ídolos de Barro

 
Ídolos de Barro

No mundo moderno é comum o aparecimento de indivíduos espertos ou pretensos espertos que intentam fabricar ídolos para as massas. Alguns são bem sucedidos ou quase por algum tempo e outros nem chegam a ser notícias. Tal é o caso do grupo Menudos na década de 80 ou do ex-menudo Roy atualmente. Também é o caso de alguns realizadores de RS e da Fazenda hoje em dia, ao tentarem nos enfiar goela abaixo vilões como se fossem heróis, ou tentarem direcionar as preferências do público para onde ou quem eles querem.

Se o Roy tiver que ganhar o concurso não será porque a direção do programa decidiu isto, ou se merecer ser eliminado também. Tal se dará porque a audiência decidiu assim, após analisar seu comportamento em comparação com os demais. Por outro lado, não será escondendo as ações dos concursantes ou as da própria produção, que eles lograrão fazer o vencedor ou eliminar quem eles querem eliminar. A menos que façam trucagens ou marmelada.

Eventualmente poderão eliminar um inocente ou sustentar por algum tempo um vilão qualquer, mas ao se afunilar o programa as verdades aflorarão e dificilmente ganhará quem eles querem. Sob a desculpa de encetar uma estratégia para aumentar a audiência o que eles estão fazendo na realidade é uma tentativa de manobrar a audiência para direcionar para uma Final favorável para algum concursante ou desfavorecer outros.

A audiência não é burra e essas manobras não surtirão o efeito esperado por eles. Só um obtuso não percebe isso. A única maneira de conseguir isso é esconder totalmente o que se faz e, ainda assim, é duvidoso conseguirem tal intento, porque a variável da votação da audiência é, em última análise, o que decide tudo ao final. Para que o público decida alguma coisa, algo terá que ser mostrado forçosamente, mesmo que seja em vídeos trucados. E esse algo será interpretado pelo público como algo trucado ou tendencioso, ou não. Não há escapatória disso.

Ídolos de barro não se sustentam! Cedo ou tarde eles se esfacelarão e quebrarão, barros que são. Poderá ser um ídolo de barro com dinheiro no bolso? Dificilmente! Poderá ser um coitado que precisa de dinheiro para pagar suas dívidas familiares? Dificilmente e, ainda mais tendo em vista o tipo de dívida que é. Se a produção pensa que um RS é uma entidade filantrópica, não é. Lamento informar isso. RS é um tipo de programa para premiar boas pessoas por serem boas pessoas e não porque precisam de dinheiro. A quentão envolvida é mérito e não a necessidade material.

Os últimos dois episódios da atração espelharam bem o nível de consideração que eles têm para com o programa que lhes dá a audiência que tem dado. O tempo dos episódios foi sacrificado em benefício dos debates políticos. Política é importante? É. Mas em vista de alguns políticos que temos, não é. São eles mesmos (a maioria) que tiram o interesse do eleitor em política.

Aliás, por falar em eleições, Roy é o único concursante que não estava obrigado a sair do confinamento e ter contatos com o mundo externo, para votar. Por "coincidência" isso já ocorreu, isto é, ter o contato externo. Não é engraçado? Como se sabe, votar é um dever obrigatório para uma faixa de idade dos cidadãos e todos os confinados estão nessa faixa.

Estou muito curioso para saber como será administrado isso, porque, pela lei, para receber salários ou quaisquer proventos empregatícios é preciso estar e provar que está em dia com as obrigações eleitorais. Se eu fosse um juiz eleitoral enviaria um ofício preventivo à direção da emissora no sentido de garantir o cumprimento dos deveres eleitorais dos concursantes. Ignoro se isso foi feito, mas seria plausível e a produção é obrigada a saber disso. E, assim, todos os concursantes teriam tido contatos com o mundo externo depois das eleições, de uma forma ou de outra.

Roy parece saber que Diego é tido como vilão aqui fora, além de outras coisas que não deveria saber. Se a questão das eleições envolvendo os concursantes não for bem administrada, podemos estar diante do maior calote da história relacionado com Reality Shows, o que seria mais um recorde negativo.Os pagamentos de cachês e prêmios ficariam pendentes de decisão judicial. Se a moda pega, hein Shadow?

Se a cobertura ao vivo online, interrompida na tarde de domingo, permanecer até a hora da votação hoje, segunda-feira, será outro recorde negativo. LOL. Ninguém precisa saber antes quem venceu a prova da chave, se alguma equipe foi alijada da prova ou se alguém foi parar no celeiro. Essas coisas não seriam necessárias sabermos para julgar os concursantes. Basta acreditar nos vídeos da produção e "voilà", estará tudo nos "conformes", como eles querem! LOL.

Acima de tudo, no entender deles, ninguém precisa saber ao vivo como se desenrolam as tais provas da chave. Para eles isso não é importante, porque ninguém precisa saber quais são as intenções por trás dos conteúdos dos envelopes que os vencedores recebem. Nunca vi tanta incompetência em hipocrisia! Eles parecem saber que serão alvos de críticas por serem fariseus, tendenciosos, injustos e parciais. Ou não sabem que ídolos de barro desmoronam rapidamente ou são desmantelados rapidamente.

"Eduardo Amancio 24 de setembro de 2014 10:02
Espero sinceramente que a Heloísa fique. Ela deve estar achando q vai sair, tadinha. Tô morrendo de dó.


    Votalhada, Luís 24 de setembro de 2014 18:30
    Acho que ela vai ficar sim e pelo que está constando nas pesquisas vai ser isso mesmo."


Seria justo ela (Helô) ficar, Eduardo. Roy está fazendo papel de santinho, mas sua história de vida revela o contrário. Não é porque somos obrigados a ater-nos ao que rola ou ocorre no confinamento que iremos acreditar que ele é santo. As estórias que conta relativas às sua peripécias no auge da fama, também revelam sua personalidade. Infelizmente ele teria sido salvo pelo gongo! Seria o caso de dizer que a justiça também interferiria na justiça? "Dura lex, sed lex"!

"Shadow 26 de setembro de 2014 12:35
Frank, veja só que estratégia maravilhosa:"...


Concordo, Shadow. Tanto é assim que achei importante e interessante transformar seu comentário em parte e tema de um post. Isso pode ter sido algo meticulosamente planejado ou pensado e, envolver até as eleições no tacante á obrigatoriedade de votar dos cidadãos brasileiros. Abraços fraternos, amiga.

"ronaldo perez 26 de setembro de 2014 17:53
Na minha opinião deveriam ter feito uma votação entre os participantes se aceitavam o Ruy de volta ou não, assim a produção se eximiria de responsabilidade"


A questão não é eximir-se da responsabilidade a produção. Esta decisão só compete à produção. Os concursantes não têm nada com isso. Interpretar corretamente ou incorretamente as regras para participação no Reality é competência da produção e essas regras fazem parte do formato do programa ou são elaboradas por eles mesmos, como propostas aos concursantes e aos telespectadores. A decisão de algo similar em outra edição deixada a critério de um concursante foi errada a meu ver e não constitui novação, assim como a anulação, suspensão ou cancelamento de votações e roças. São nitidamente competências da produção ou dos realizadores.
Muitas coisas que constam nos malfadados envelopes não são competência da produção ou são interferências nos relacionamentos entre os concursantes. É direcionismo na cara de pau e que afetam os relacionamentos de forma indevida, injusta e desnecessária.


"28/9/2014 às 04h08 (Atualizado em 28/9/2014 às 04h09)
"Meu voto é de ponta cabeça nesse coroa", confirma Fazendeiro

28/9/2014 às 05h59 (Atualizado em 28/9/2014 às 06h00)
Outra opção: Fazendeiro diz que pretende votar em Robson Caetano"


Essas duas declarações no espaço de menos de uma hora revelam o estado de confusão mental do fazendeiro e uma grande contradição, ou a primeira declaração revela uma intenção enigmática velada. Pode ser que ele esteja pensando em uma roça Oscar x Robson ou achando que este se salvará vencendo a prova do fazendeiro e ficar uma roça Oscar contra alguém do grupo Ovelha. Se for isso, tem grande chance de acontecer, se houver uma votação "Resta Um", e principalmente se alguém do grupo Coelho for o indicado pela votação normal (Oscar ou Helô).

A enxurrada de "melhores momentos" em vídeos editados que nos estão "brindando" em lugar da cobertura ao vivo online constitui "melhores momentos" na visão e opinião deles. O que é importante tomarmos cuidado é que a falta de imparcialidade é feita com a supressão de outros momentos e eventos importantes do confinamento, como a realização de provas, fatos do confinamento e decisões obrigatórias às quais submetem os concursantes. Por exemplo, as falhas na execução de tarefas que redundam em punições e quem causou tais punições, são ou não são mostradas segundo as conveniências da produção ou são mostradas com visível direcionismo.

Por mais incrível que possa parecer, até os debates políticos ao vivo realizados em detrimento da Fazenda foram eivados de direcionismo, em minha opinião. E, como não poderia deixar de ser, o episódio do Domingo da Fazenda só foi ao ar quase à uma hora da madrugada. Isso demonstra bem o grau de importância que eles dão ao RS. Pensei que esse descaso era só com o internauta. LOL. Me enganei! LOL.


28 setembro 2014

Impressões de Frank Killer:
Frank, veja só que estratégia maravilhosa:

 
Frank, veja só que estratégia maravilhosa:
Shadow 26 de setembro de 2014 12:35

"O sujeito está cheio de dívidas, inclusive alimentares, não paga a pensão dos filhos há anos (os bens que diz ter deixado a eles, os credores tomaram). Vive no exterior em lugar incerto e não sabido; vem para o Brasil e resolve ficar confinado numa fazenda, passando a ser facilmente rastreável e localizável.

Com mandado de prisão expedido e antes que ele evaporasse de novo, pois por ser figura bastante inexpressiva até no resta um acabou sobrando, o oficial de justiça não perdeu tempo e foi até Itu, intimá-lo. Prato cheio para uma emissora sensacionalista com baixa audiência e falta de enredo, a não ser o repetitivo e maçante “tiro, porrada e bomba”.

O episódio virou atração e ainda irá render muuuito, apesar de estar envolvendo menores de idade, que - diga-se - deveriam ser poupados porque têm uma vida aqui fora, são afetados pela repercussão do circo armado e não tem estrutura para lidar com isso porque são crianças. Ética zero.

Assim é que. Para alimentar o espetáculo. A emissora paga a dívida, o sujeito volta com os olhos vendados para o confinamento com cara de cão sem dono e é recebido pelos demais como se fosse um herói, enquanto no sofá alguns chegam às lágrimas....

E o mau pagador, que deveria ter tido a preocupação de pagar os alimentos devidos ao filhos antes de confinar-se, vira atração de vários programas da emissora, ganha destaque em A Fazenda mudando os rumos do reality e prejudicando nitidamente os outros participantes, tem suas dívidas pagas pela Record (quem pensar o contrário, sorry duendes não existem), será “o coitadinho” “a vítima” “aquele que não dá sorte na vida” até o final (haja rios de lágrimaszzzz) e ainda corre o risco de faturar o prêmio...

Se a moda pega! Lindo não???
Abraços amigo,
Bom final de semana, Shadow"
- X -

Vendo o episódio por esse prisma, acho que você está enfocando o ponto exato, Shadow. Você aí no seu cantinho não dorme de touca, hein? Digamos que a Record resolveu zelar pelos interesses das ex-mulheres do menudo. LOL. Assim elas teriam uma garantia de terem um ex-marido endinheirado para sustentar os próprios filhos. LOL. Lindo. Muito bom! Abraços Bruna. Bom Final de Semana para você também.
Como sempre, passa-se por cima de tudo em nome da sagrada audiência e dos números do Ibope. Não importa se são crianças, ex-menudos ou ex-astros, etc. Tudo o que enseja incrementar a audiência e os cifrões que isso representa é aproveitado com avidez e escassez de princípios. Lamentável!
Gozações à parte, eles passam por cima das próprias regras quando o assunto é audiência, não importa se estão beneficiando vilões ou prejudicando mocinhos e pessoas do bem.

Com o regresso do Roy ao confinamento, Diego, que é o fazendeiro da vez, já voltou a mirar em Helô depois de ter se desculpado com ela. Ele achava que ela seria eliminada na roça que foi cancelada e, por isso, se desculpou com ela antes a meu ver. Ou estava preparando o terreno para escolher outra vítima. O problema dos vilões é que eles acham que vencerão o RS praticando vilanias.

O programa pode muito bem colocar como prêmio pela vitória na Prova do fazendeiro, não fazer uma pré-roça com 3 e oferecer ao vencedor da prova da chave a possibilidade de substituir um "enroçado" pelo Fazendeiro ou se colocar na roça, salvando o futuro fazendeiro. Eu iria rolar no chão de tanto rir. LOL. Diego surtaria com toda a certeza! A ideia é plausível porque eles costumam fazer "Resta Um", semana sim, semana não.

"αły 26 de setembro de 2014 12:51
fiquei com pena do Roy ,foi bom terem dado uma chance ele de voltar pra o jogo,ele parece uma boa pessoa."


Essa é a idéia, Pαły! Por favor, evite a utilização de caractere especiais para identificar-se. Eles são apontados como erros de ortografia na maioria dos corretores automáticos existentes ou os travam, além de causarem outros problemas. A maioria dos programadores modernos não trabalham com Assembly ou não sabem lidar com problemas desse tipo.

"junior silva 25 de setembro de 2014 19:17
agora que jogo ta se desenrolando o que você acha do DH pra mim ele e um dos favoritos ao premio se não o favorito"


Calma, Junior! O programa dura 3 meses, há ainda 18 concursantes no confinamento e a primeira eliminação ainda nem aconteceu. Por enquanto ele está fazendo quase tudo certo. Está se aproximando das pessoas certas, não está dando trela para o Diego e não se deixa parir pelos ouvidos. Mas isso tudo é estratégia. Não se esqueça disso! Vc terá minha opinião definitiva sobre o DH no momento apropriado. Até lá, acompanhe nossos posts no Votalhada.

"Maria 25 de setembro de 2014 16:46
e a incapaz da record já tirou do ar o dia todo o 24 hr AO VIVO....."


LOL Maria! Toda vez que eles acharem que um evento no confinamento da Fazenda vai render audiência eles farão isso. A produção do programa não liga a mínima para quem assiste online. Eles querem que o internauta se exploda! Lembre-se: eu falei "exploda"! LOL.


Quando declarei que "Acho que seria pedir demais duas semanas e não quero fazer como Abrahão no episódio de Sodoma e Gomorra" no post "Heloisa x Roy", alguma coisa estava me dizendo que o pedido seria atendido, LOL. Não me atrevo de maneira nenhuma a pedir 3, mas será que vai dar? O recorde já foi batido com duas semanas, 3 já seria lambujem. LOL. Na próxima quinta o programa chega a 3 semanas de duração, e se ninguém for eliminadp até lá, bate-se um recorde histórico. LOL.

Se o Roy tivesse sido eliminado pelas vias normais seria mais um recorde negativo. Seria eliminado sem receber um único voto, nem para ser salvo, nem para ir para a berlinda! Essa possibilidade ainda existe, mas só com ele e os que estavam imunes na última votação.


26 setembro 2014

Lorena Bueri X Babi Rossi: porque "A Fazenda" não deve ser levada a sério

Se você me perguntar o que penso sobre o episódio que envolveu a saída de Roy Rosselló e a interferência do programa, que resultou no cancelamento da eliminação de um dos participantes que já estava na berlinda, eu responderei: lamentável. Assim que o programa finalizou, dizendo que a "roça" desta semana estava cancelada e não deu mais nenhuma satisfação - eu digo NEM UMA, principalmente para aqueles que acessaram o R7, deram audiência para a emissora engrossar a publicidade no site e, pior, para aqueles que pagaram SMSs para excluir um dos dois - eu pensei: "'A Fazenda' é um programa que só vale pelos barracos". Porque, de resto, não vale nada. Participantes e telespectadores estão à mercê das vontades da direção, não há regras, que só são respeitadas quando estas são convenientes para a (suposta melhoria da) audiência.  

Devo ter ficado chateado por alguns segundos. Depois, concluí que o programa é pura diversão - logo, não espere por alguma justiça. Quem comanda o programa só quer saber de audiência, então, daqui a pouco, não se assuste se no meio do programa entrar algum ex-participante barulhento para evitar que o programa caia no marasmo. Mas me revoltar para quê, se qualquer um dali que ganhar não vai mudar em nada a minha vida? O programa, pelo menos, cumpre bem a premissa de mostrar a que veio - proporcionar a maior cota de baixarias imaginárias dentro de um reality de confinamento. A emissora se propõe a exibição para um público que só quer rir um pouco e, por isso, acaba se submetendo ao cúmulo que a direção faz com que todos - participantes, telespectadores e até produção (deve haver gente séria lá dentro, não é possível). Mas ficar indignado para que? Ano que vem, se houver outra edição, será a mesma coisa. Vamos reclamar, claro, mas continuaremos assistindo porque a realidade é uma: gostamos de ver o circo pegar fogo. 

Na "Fazenda", o circo pega fogo de diferentes formas. O fazendeiro, Diego Cristo, voltou com sangue nos olhos. Ainda não se sabe porque, se ele está ali para votar e ser votado. E traz uma estratégia pouco inteligente: ao perseguir os seus desafetos e tentar oprimi-los, DH, Helô e Roy, eles crescem. DH é o que mais tem me surpreendido positivamente. Ele é articulado, lê o jogo como ninguém lá dentro e é capaz de desestabilizar, com palavras, um homem que é o dobro de seu tamanho. "Formiguinha", "diminutivo de homem", para fazer um jogo de palavras com as iniciais do vocalista da banda Cine, e até "drogadinho" foram alguns dos desaforos proferidos por este fazendeiro.

Mas esta turma de Diego Cristo e companhia limitada - Bruna Tang, Lorena Bueri, FelipeH Campos - tem uma mania patética. Qualquer um deles faz, e depois diz que não fez, na "cara dura", como se tudo não estivesse gravado. Diego chegou da prova que nitidamente o favoreceu para o cargo de fazendeiro... e começou colocando pilha em DH, que o enfrentou não como um diminutivo de homem, mas como alguém que não deixou o outro, com alguma vantagem competitiva porque está imunizado e pode indicar qualquer um da casa, ultrapassar um espaço que é seu. Diego agiu como homem, nesta briga de Davi e Golias, em que o Golias não é o mais forte mas, como na história bíblica, acredita que é.

Diego Cristo, em seu jogo maniqueísta do participante que joga para as câmeras já se perdeu e só há uma espécie de redenção possível para esse participante que coloca apelidos em todos os que não elege como amigos - "Marcha lenta" é um deles, com Cristina Mortágua. Não gosto de Diego Cristo com Bruna Tang. Não gosto de Diego Cristo e seu joguinho cafajeste com Lorena Bueri. Não gosto de Diego Cristo quando ele tenta diminuir DH, Helô e até Oscar Maroni. Parece que cada pessoa que se aproxima dele consegue extrair alguma coisa diferente de sua personalidade. Na verdade, parece que isto não existe nele enquanto jogador confinado. Mas gosto dele quando ele está junto de Marlos e, como eu disse, essa é a única maneira de redenção para um jogador que, aparentemente, está com os dias contados.

Acompanhado de Marlos, ao que tudo indica fascinado pela personalidade do novo amigo - e isto serve para ambos - Diego Cristo não tem aquele ar de superioridade. É afetuoso, é honesto e mostra certa integridade. Não está ali o jogador, ou o "macho alfa" que quer se mostrar o tempo todo. Está ali o amigo que precisa de conselhos e de abraços. É deste Diego que eu gosto. O que fica contando pobreza, que veio de favela, ou o que trata aqueles que retirou de seu leque de amizades, que menospreza os outros, se considera o dono da verdade e tem dificuldade de ouvir o que outros participantes têm a dizer... este é carta fora do baralho. Diego pode ser extremamente injusto com os seus inimigos no jogo, mas é quase paternalista com os aqueles que considera aliados. São dois pesos e duas medidas.

Assim como são como água e óleo as participantes Babi Rossi e Lorena Bueri. Quando junta, dá combustão. Enquanto Babi vem crescendo no jogo ao longo desta semana, naturalmente, Lorena quis se impor desde o primeiro dia. O jogo de Babi vem se construindo de uma maneira natural - somado à isso, ela vem criando alianças com as pessoas certas. Há algumas características que fazem de Babi uma possível finalista - a torcida dela é imensa e ela traz certa graça e leveza a um jogo tão pesado. 

Nunca me esqueço de Nicole Bahls, que foi lançada no programa "Pânico" e retornou a ele, na quinta edição de "A Fazenda", falando que Babi Rossi "era um bebê", e que, por ela ser "panicat", as pessoas a julgavam como se ela fosse uma espécie de "superpantera do sexo". Não falou nestas palavras, mas o que quero dizer é que foi neste sentido. Babi, nesta primeira semana, está fazendo bonito. Nicole, que até o momento foi a "panicat" que mais deixou sua marca no programa e era famosa por ser verdadeira, não mentiu. Babi é realmente uma menina que, embora já tenha posado nua, não força nada para ser um símbolo sexual. É linda, mas nem um pouco vulgar.    

Lorena, que vem caçando briga com Babi desde que passou a enxergá-la como uma possível rival, conseguiu a proeza de brigar com ela. Proeza porque Babi fica no canto dela na maior parte do tempo. Tudo por um erro na atividade com as vacas, que o sertanejo Léo Rodriguez cometeu. Léo, irritado com Babi desde que ela o chamou para o jogo, dizendo que ele não se posicionava e definindo-o como "um pateta", quis iniciar uma briga que envolveu até Helô - talvez ele tenha ouvido o recado de Babi e acreditou que era a hora de se posicionar ali. 

Lorena iniciou uma discussão com Babi e, durante a briga, jogava os cabelos para todos os lados - querendo ser bem focalizada pelas câmeras enquanto protagonizava o estresse. Quis peitar Babi, que perguntou a Lorena se esta iria bater nela - lembrando que agressão física dá expulsão. Isso desconcertou Lorena que, por certo, nem sabia porque estava brigando, só queria aparecer mesmo, tendo em vista que nem argumentos tinha. Depois, a morena afirmou que Babi estava querendo brigar com ela para conquistar "ibope". Não foi justamente ao contrário? Pois é, fazem e querem mostrar que não fizeram.

Diego Cristo, em seu joguinho de diminuir as pessoas, veio questionar a ex-"panicat", durante a confusão, se ela havia dito a frase "cada um com os seus problemas". Pode até ter dito, mas em outro contexto, que ele quis mudar. "Você não é mulher para repetir?", disse ele, já agressivo. "Por que você está me peitando? Olha o seu tamanho para o meu!", respondeu a astuta "panicat", desarmando por completo o fazendeiro mais rejeitado de todas as edições. E Roy no meio disso tudo? Voltou canonizado! 

Felipeh Campos, numa conversa com os seus amigos, comentando o "desaparecimento" do ex-"Menudo" disse que "era um a menos, e não seria hipócrita", mas fez uma cara de alegre e recebeu "Santo Roy" de braços abertos, para um abraço falso.

25 setembro 2014

Impressões de Frank Killer: Heloisa x Roy - Roça Suspensa

 
Heloisa x Roy
Roça Suspensa

Por decretação de mandado de prisão, Roy foi retirado esta manhã do confinamento da Fazenda em Itu. O concursante está sendo processado por duas ex-mulheres por atraso em pagamento de pensões alimentícias para dois de seus cinco filhos.

Roy já tinha histórias envolvendo brigas com sua ex namorada Mara Maravilha e uma queixa por agressão de outra ex-mulher.

Depois de prestar esclarecimentos na delegacia e das negociações do Departamento Jurídico da Record e de seu advogado, ele foi liberado pela polícia e já está em um recinto isolado nas dependências da Fazenda em Itu, aguardando a sua participação no programa de eliminação desta noite.

Tudo leva a crer que ele será eliminado ou retirado do programa, já que as regras do mesmo  estabelecem que nenhum participante pode ter contatos com o nundo externo.

O que a produção está decidindo é se vale a pena considerá-lo eliminado pelas vias normais ou se será a Helô, nesse caso, ou se o considerará expulso ou eliminado por motivo de força maior em vista das regras. Nessa segunda hipótese poderia entrar no lugar dele um concursante reserva. Pessoalmente prefiro esta segunda hipóteses, já que a votação foi prejudicada pela repercussão dessa saída prematura meio que intempestiva.



"25/9/2014 às 17h40 (Atualizado em 25/9/2014 às 17h46)
Roy foi liberado pela polícia. Será que ele volta ao jogo?
Decisão será anunciada no programa desta noite, a partir das 22h30, na Record
Peão precisou deixar a sede por determinação judicial
O ex-Menudo Roy já está de volta às dependências da Fazenda, depois de ser liberado pela polícia. Ele aguarda agora a decisão da direção do reality show, para saber se poderá retornar ao jogo.
Na manhã desta quinta-feira (25), a Roça entre Roy e Heloísa foi suspensa por determinação judicial. O peão precisou deixar a atração por questões de força maior.
Será que ele volta para a sede? O final deste caso, você confere no programa desta noite, a partir das 22h30, na tela da Record."

Em minha opinião deve ser considerado retirado do programa por motivo de força maior e substituído por um concursante reserva.

"Chrístofer Ian Hernandez Hoffmann 25 de setembro de 2014 13:35
Ahn, concordo q a Record fez bobagem em não mostrar os resultados do Roy na hora, mas cronometrei certinho, e o Diego terminou a prova em menos tempo."...

Na minha cronometragem também, Chrístofer. Foi o que falei: "Em minha cronometragem ele (Roy) foi pouca coisa mais lento no total". Diego foi um pouquinho mais rápido no total, pouco menos que 20 segundos.